fbpx

Até 15 de Dezembro 2020 em compras superiores a 25€. Cupão FIQUEEMCASA Não é válido para artigos em promoção. Válido apenas para Portugal.

Art print edição limitada 'Patola de pés azuis'

40,00

Preço sem IVA. Isento ao abrigo do artigo 53º do CIVA.

Limpar

Ilustração . Art print de edição limitada ‘Patola de pés azuis’, a partir de um original em tinta da China e Aguarela, 2017

Impressão digital de alta qualidade, em papel de aguarela sem ácido de 300gms, apresentado num passpartout branco (com corte chanfrado de 1,4 mm) e apoiada numa placa de cartão de 1 mm.

A Patola de pés azuis (Sula nebouxii) é uma espécie de ave suliforme da família dos atobás que habita ilhas do Pacífico nas costas da América tropical.
É facilmente reconhecível pelos seus distintivos pés azuis, que são uma característica diferenciadora dos machos e das fêmeas. Os machos exibem os pés num ritual de acasalamento, levantando-os para cima e para baixo diante da fêmea. Consulte mais informações sobre esta ave neste link.

A tinta da China é um material corante preto originário da China. É preparada com negro-de-fumo (pó-de-sapato) coloidal e utilizada em desenhos, aguarelas e na escrita. Conheça mais sobre esta técnica aqui.
A aguarela é uma técnica de pintura na qual os pigmentos se encontram suspensos ou dissolvidos em água. Os suportes utilizados na aguarela são muito variados, embora o mais comum seja o papel com elevada gramagem. Isso porque é necessário que o papel seja mais grosso visto a utilização da água, fazendo com que não haja deformações no papel. Veja mais informações neste link sobre esta técnica.

Nina Fraser é uma artista multidisciplinar, formada pela Universidade de Southampton (Reino Unido). Cria colagens, pinturas e esculturas inspiradas na interação humana e no relacionamento com o meio ambiente. Vive e trabalha entre Lisboa, Portugal e Dorset, no Reino Unido. Cria colagens, pinturas e esculturas inspiradas na interação humana e no relacionamento com o meio ambiente.
Esta série de trabalhos começou com uma ‘Estrelinha-de-poupa’ na primavera de 2014, que ficava pousado nas árvores junto à cozinha de Nina. A ideia era de tentar capturar os gestos fugazes da pequena criatura no mínimo de pinceladas possível.
Alguns meses depois, emigrou para Portugal e desenvolveu o caminho artístico, mantendo como tema recorrente os pássaros, que em muitas culturas, são um símbolo de liberdade.
Veja mais trabalhos desta artista neste link.

formato